jusbrasil.com.br
17 de Agosto de 2017

Os 10 hábitos dos estudantes altamente eficazes

Gerson Aragão, Defensor Público
Publicado por Gerson Aragão
há 3 meses

Os 10 hbitos dos Estudantes Altamente Eficazes

Podemos notar que, a cada ano que passa, além da dificuldade, a quantidade de matérias e conteúdos cobrados em concurso aumenta cada vez mais. Independentemente de sua disponibilidade de tempo, todo concurseiro almeja aprender novas técnicas e formas de estudar para conseguir dar conta de seus estudos, além dos demais afazeres, como trabalho, atividades físicas, lazer etc.

O educador norte-americano Becton Loveless compilou 10 hábitos que ele reputa darem maior eficácia aos estudos, os quais resumimos e adaptamos abaixo (pra quem quiser ver o texto original, em inglês, clique aqui).

  1. Não tente condensar todo o seu tempo de estudo diário em apenas um bloco.

Se você fica até tarde da noite gastando mais energia tentando manter suas pálpebras abertas do que estudando, tá na hora de mudar! Os alunos bem sucedidos tipicamente espaçam o seu estudo por períodos mais curtos de tempo e raramente condensam-no todo em apenas uma ou duas sessões. Se você quer se tornar um aluno bem sucedido, então precisa aprender a ser consistente em seus estudos e ter períodos regulares, mas mais curtos, de estudo. Ex. Ao invés de estudar por 3 horas seguidas uma matéria, busque estudar por 50 ou 55 minutos, usando 10 ou 5 minutos para ir ao banheiro, esticar as pernas, fazer um alongamento etc. Antes de retornar aos estudos.

  1. Faça planejamento de estudos.

Os alunos bem sucedidos reservam horários específicos para os estudos e realmente usam desse tempo para o estudo. Quem só estuda esporadicamente e sem planejamento acaba não se saindo tão bem quanto aquele que tem um cronograma de estudo definido. Uma boa estratégia é reservar um dia da semana para fazer o planejamento de estudos da semana seguinte. Domingo parece ser o melhor dia para fazê-lo. Assim, você poupa preciosos minutos e não precisa pegar parte de sua rotina de estudos ao longo da semana para planejar o que, como, onde e por onde estudará.

  1. Estabeleça um horário certo de estudos.

Não só é importante que você planeje quando você vai estudar, mas também que crie uma rotina de estudo consistente e diária. Quando você estuda todo dia em um horário pré-estabelecido, estudar se torna um hábito em sua vida, como escovar os dentes. Você estará mental e emocionalmente mais preparado para cada sessão de estudo e cada sessão de estudo se tornará mais produtiva. Imprevistos podem acontecer, mas volte à sua rotina assim que o problema tiver se resolvido. Uma alternativa para esses imprevistos é reservar um dia ou horário da semana para estudar aquilo que se perdeu por conta de outros compromissos. Mas use essa tática com parcimônia!

  1. Cada tempo de estudo deve ter um objetivo específico.

Estudar sem estabelecer uma meta é ineficaz: estabeleça o que pretende realizar durante cada sessão de estudo. Antes de começar a estudar, defina uma meta de sessão de estudo que dê suporte o seu objetivo (ex. Resolver questões sobre a matéria estudada no dia anterior).

  1. Nunca procrastine sua sessão de estudo planejada.

É muito fácil e comum adiar a sessão de estudo por causa da falta de interesse no assunto, porque você tem outras coisas que precisa fazer, ou apenas porque a matéria é difícil. Os alunos bem sucedidos não procrastinam nos estudos. Se você procrastinar sua sessão de estudo, o seu estudo vai se tornar muito menos eficaz e você não conseguir dar conta de tudo que precisa estudar. A procrastinação também leva à pressa, que sabemos ser a inimiga da perfeição.

  1. Comece seu tempo de estudo com o assunto mais difícil.

Como a matéria mais difícil exigirá maior esforço e energia mental, você deve começar com ele primeiro. Depois de concluir essa parte, será muito mais fácil seguir para outras matérias. Começar com o assunto mais difícil tornará mais eficazes suas sessões de estudo. Caso estude mais de uma matéria por dia, uma boa forma de se manter concentrado é variar também a forma de abordagem: ex. Na matéria 1, mais difícil, estudo pelo livro ou resumo; a matéria 2 estudo por meio de questões; na matéria 3, assisto uma vídeo-aula etc.

  1. Sempre revise suas anotações antes de retomar os estudos ou iniciar um novo tópico.

Certifique-se de ter boas anotações ou resumos, preferencialmente elaborados por você. Antes de iniciar cada sessão de estudo, revise suas anotações para certificar-se de que apre (e) ndeu o conteúdo. As anotações são boas tanto quando você interrompeu um assunto e, antes de retomá-lo, revisa o que já estudou, como serão úteis em outros tópicos daquela matéria ou mesmo de outras. Por exemplo, ao revisar atos administrativos, isso ajudará na compreensão do Poder de Polícia, também visto em Direito Administrativo, mas também será útil na compreensão da natureza jurídica das taxas, em Direito Tributário.

  1. Certifique-se de que você não está distraído enquanto está estudando.

Todo mundo fica distraído por alguma coisa (TV, família, outras preocupações etc). Tem gente até que se desconcentra com o silêncio absoluto! Quando está distraído enquanto estuda, você (1) perde o “fio da meada” e (2) perde a concentração, inevitavelmente levando-o a um estudo ineficaz e, pior, sem ter assimilado o conteúdo que deveria estudar. Antes de começar, procure um lugar onde não seja perturbado ou distraído. Para algumas pessoas, isso pode ser uma cabine de estudos numa biblioteca. Para outros, numa área comum onde há um pouco de ruído de fundo.

  1. Use grupos de estudo de forma eficaz.

Trabalhar em grupos permite-lhe (1) obter ajuda de outros quando você está lutando para entender um conceito (quem nunca, nos tempos de escola, não fez uma revisão final de matemática com um colega mais entendido do assunto?), (2) resolver questões mais rapidamente, e (3) ensinar outros, lembrando que ao ajudar outros colegas, não somente eles absorvem o conteúdo, como você também – há, inclusive, estudos indicando que uma das formas mais eficientes de retenção de conteúdo estudado é dar uma aula sobre ele. Vale, no entanto, atentar para a escolha dos integrantes do grupo, a fim de se evitar devaneios ou perda de tempo – o preferencial é que se monte pequenos grupos, com colegas comprometidos e focados em destinar aquelas horas especificamente ao conteúdo a ser estudado, revisado e/ou resolvido por questões.

  1. Revise suas anotações e materiais durante o fim de semana (ou em outro dia específico).

Os alunos bem sucedidos analisam o que aprenderam durante a semana durante o fim de semana ou em outro dia certo. Uma outra boa sugestão é fazer revisão diariamente, pra não acumular tantos conteúdos a serem revistos num dia só. Ao revisar, você consolida o que já estudou e “prepara o terreno” para os próximos conteúdos a serem estudados – sem contar a possibilidade de ajudar a ter uma visão interdisciplinar, holística do conteúdo, como no exemplo dado no item 7, acima.

Seguindo as dicas acima, certamente você se tornará um estudante mais capacitado, organizado e eficiente nos estudos. Agora, mãos à obra!

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Tópico bem produtivo. Parabéns. continuar lendo